HOJE É DIA DE SANTO ANTÔNIO!

img_9843
Museu do Azulejo, Lisboa, Portugal, 2017.

Não sou uma devota fervorosa, e tenho muito mais simpatia pela doutrina espírita kardecista do que pela igreja católica, mas se tem um evento que não deixo de participar é a procissão luminosa no Dia de Santo Antônio.

Todo mundo tem um santo para “se agarrar” quando a coisa aperta, e o meu é Santo Antônio.

Seja por ser o padroeiro paróquia que fui batizada, ou pela proximidade com a casa da minha família, tenho muita simpatia pela Paróquia Santo Antônio e pela Festa de Santo Antônio.

Quando era criança, a minha avó Gecy ajudava a servir o “chá da igreja”, e era comum a família ir prestigiar o evento, pois a comunidade de senhoras passava dias fazendo pastéis e tortas, organizando o “jogo do saco” e outras brincadeiras que hoje não tem mais espaço neste mundo hiper tecnológico.

Mas lembro com carinho destes momentos, o que talvez me faça retornar, não importa o frio, para acompanhar a procissão.

Abraçada na minha mãe, intercalamos a cantoria com comentários sobre as mudanças no bairro, e cumprimentos a pessoas conhecidas. E sempre nos emocionamos no momento da “Canção da Família”, na esquina das ruas Voltaire Pires com Paulino Chaves, momento de dar uma olhadinha em direção à Igreja e ver “o mar de velas” que nos segue!

img_9840
Procissão Luminosa, todo dia 13 de junho, na Paróquia Santo Antônio do Partenon – Porto Alegre.

No site da Igreja é possível conferir a programação completa da festividade. A procissão começa às 20 horas, saindo da frente da Igreja, na Paulino Chaves.

Curiosidades:

  • Batizado de Fernando Bulhões, Santo Antônio era um frade franciscano, nascido em 1195, em Portugal, mas viveu durante a maior parte de sua vida em Pádua, na Itália.
  • Ele ficou conhecido como o “santo casamenteiro” porque ajudava mulheres humildes a conseguirem dote e enxoval para o casamento.
  • Em 1911, no dia 30 de agosto, foi oficializada a Capelinha Santo Antônio, no local atual, como Paróquia.
  • Em 1913, no dia 13 de junho acontece a primeira Festa do Padroeiro, Santo Antônio. Neste ano também inicia a história da Escola Santo Antônio – onde eu estudei :), aos cuidados dos Irmãos Lassalistas.
  • Em julho de 1932, foi erguida a Cruz Luminosa no ápice da torre. No dia 5 foi ouvido o primeiro sino ressoar no alto da torre. 18 sinos vieram de Annecy, na França.
  • Em 13 de março de 1985 iniciaram-se as celebrações dos dias 13, com benção dos pães e da saúde e a divulgação do slogan  “Dia 13, não é dia de azar, é dia de Santo Antônio”.